I don't care, I love it
Nem todos os erros fazem mal. Ma se não faz mal é um erro ?

Sinto muito, por você sentir tão pouco.

Soulstripper. (via sutilizar-se)

Mãe lê pensamentos, tem premonição, sonhos estranhos. Conhece cada choro, de gripe, de medo, entra sem bater, liga de madrugada, pede favor chato, palpita e implica com amigos, namorados, escolhas. Mãe dá roupa do corpo, tempo, dinheiro, conselho, cuidado, proteção. Mãe dá um jeito, dá nó, dá bronca, dá força. Mãe cura cólica, porre, tristeza, pânico noturno, medos. Espanta monstros, perigos. Mãe tem intuição e é messiânica: mãe salva. Mãe guarda tesouros, conta histórias e tem lembranças. Mãe é arquivo! Mãe exagera, exaure, extrapola. Mãe transborda, inunda, transcende.

Autor Desconhecido.   (via sorriso-so-risos)

Tem muita gente que pensa que ama. Não sou ninguém para julgar o amor dos outros, longe de mim. Mas o amor, o amor mesmo, o amor maduro, o amor bonito, o amor real, o amor sereno, o amor de verdade não é montanha-russa, não é perseguição, não é telefone desligado na cara, não é uma noite, não é espera. O amor é chegada. É encontro. É dia e noite. É dormir de conchinha. É acordar e fazer um carinho de bom dia. É ajuda, mãos dadas, conforto, apoio. E saco cheio, também. Porque de vez em quando o amor enche o saco. Tem rotina, tem manhã, tarde, noite, tem defeito, tem chatice, tem tempestade. Mas o céu sempre limpa. Porque o amor é puro como o azul do céu.

Clarissa Corrêa.    (via segredou)

E com uma letra bem pequena, lá estava escrito no seu epitáfio: Tentou ser, não conseguiu; tentou ter, não possuiu; tentou continuar, não prosseguiu; e nessa vida de expectativas frustradas tentou até amar… Pois bem, não conseguiu, e aqui está.

Dom Casmurro. (via desembarcou)

Eu estou aqui
Mas não por muito tempo.

Pearl Jam.    (via lettres-a-paris)

Eu sei que lá no fundo, há tanta beleza no mundo; Eu só queria enxergar.

Pitty    (via lettres-a-paris)

Quantas vezes você já mudou de assunto só para não falar dos seus sentimentos?

Pink (via sorriso-so-risos)

Estou bastante acostumado a estar só, mesmo junto dos outros.

Clarice Lispector.   (via acumulou)

Eu vejo esses casais na rua, na TV, com tanto amor um pelo outro e me da um aperto no coração, me da uma vontade de formar um casal com você, daqueles de cinema, aqueles que são protagonistas, aqueles que no final do filme se beijam e juram amor eterno. Eu queria que você fizesse uma musica pra mim, que cantasse olhando nos meus olhos, e eu fitando os seus, ouvindo sua voz serena e observando seus dedos correrem nas cordas do violão rapidamente, queria ser a inspiração das suas musicas e a moça que toma conta dos seus pensamentos.

Sarah Eduarda    (via lettres-a-paris)


@ acumulou